"Poderíamos solucionar muitos dos problemas de delinqüência e criminalidade, se pudéssemos mudar o meio em que foram criados os transgressores." (Skinner 1948, p. 11)

domingo, 4 de julho de 2010

ÔôÔô...

video

Há algum tempo postei esse video aqui no blog, mas por alguma razão ele saiu do ar. Por ironia do destino, o recebi por e-mail. Salvei e volto a publicar!

Abçs!

Comportamento...


O comportamento humano dito normal é apenas uma questão de consenso; ou seja, se muita gente pensa que uma coisa está certa, esta coisa passa a estar certa.

Existem coisas que são governadas pelo bom-senso humano: colocar os botões na frente da camisa é uma questão lógica, já que ficaria muito difícil abotoá-los de lado, e impossível abotoá-los se estivessem nas costas.

Cada ser humano é único, com suas próprias qualidades, instintos, formas de prazer, busca da aventura. Mas a sociedade termina impondo uma maneira coletiva de agir – e as pessoas não param para perguntar o porquê. Apenas aceitam.

É grave querer ser igual, porque isso é forçar a natureza, é ir contra as leis de Deus – que, em todos os bosques e florestas do mundo, não criou uma só folha igual a outra.


(Li em 04/07/10 - Paulo Coelho)

.
Eu, como estudante de Psicologia, me questiono: o que faz uma pessoa querer ser igual a outra? Querer ter as mesmas coisas e até mesmo ser outra pessoa?! Seria falta de personalidade? Seria por medo de se encarar frente ao espelho?! Ou uma fuga de si?!

Boa semana!

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Oração da Serenidade


"Senhor,
dai-me a serenidade para aceitar as coisas que eu não posso mudar,
coragem para mudar as coisas que eu possa,
e sabedoria para que eu saiba a diferença... "

sem título

"Tenho andado distraído.. impaciente e indeciso! Só que agora é diferente.." (Legião Urbana)
Uma piadinha pra alegrar o dia!

antes do casamento:
Ele: - Finalmente. Custou tanto esperar por este momento.
Ela: - Você quer que eu vá embora?
Ele: - Não! Nem pense nisso.
Ela: - Você me ama?
Ele: - Claro! Muito, muito!
Ela: - Alguma vez você já me traiu?
Ele: - NÃO!!!
Ela: - Me beija.
Ele: - Claro! Sempre que possível!
Ela: - Você seria capaz de me bater?
Ele: - Você está doida! Jamais!
Ela: - Posso confiar em ti?
Ele: - Sim.
Ela: - Querido!
Depois do casamento...
"Ler de baixo para cima"